O que aprendi com o Pastor Sebastião Rodrigues de Souza Misael Galvão

O que aprendi com o Pastor Sebastião Rodrigues de Souza Misael Galvão
julho 24 10:24 2020

O ano era 1978. Eu tinha apenas nove anos de idade e acabava de me mudar para Cuiabá, vindo com meus pais do sítio que morávamos. Foi neste mesmo ano que estive com o pastor Sebastião Rodrigues de Souza pela primeira vez, também recém-chegado de Minas Gerais à Capital de Mato Grosso. Morávamos em uma casa simples, no bairro Despraiado, e o pastor Sebastião pediu licença para entrar em nosso lar.

Sempre humilde, educado e respeitador, ele nos visitou algumas vezes para dar aconselhamentos, mostrar a palavra de Deus e levar lições de fortalecimento à família. Eu era apenas um menino, mas esses encontros foram verdadeiros divisores de água e marcaram profundamente minha vida. Anos mais tarde, já na década 1980, fui entendendo cada vez mais porque eu tinha tanta admiração pelo pastor Sebastião: ele não era um homem comum.

Sonhador, mas principalmente, empreendedor, o pastor Sebastião começou um projeto ousado para a época: construir um grande templo, em que fosse possível reunir irmãos e irmãs de todos os lugares do país (e talvez do mundo) em nossa amada Cuiabá. Jovem, participei de muitos mutirões para a construção do que hoje, realmente, conhecemos como o Grande Templo da Assembleia de Deus em Mato Grosso.

Sempre liderado pelo pastor Sebastião, foram nestes mutirões que aprendi lições sobre solidariedade, união, trabalho e determinação. Ele sempre estava lá junto conosco – colocando a mão na massa e trabalhando.

Sempre tentei cumprir essa cartilha na minha trajetória de vida e com determinação coloquei esses ensinamentos em tudo que já fiz.

Determinação, essa palavra sim, poderia ser o sobrenome de nosso grande líder. Quando o pastor Sebastião chegou em Mato Grosso, Cuiabá e Várzea Grande tinham apenas sete igrejas Assembleias de Deus. Hoje, pelo trabalho liderado por ele temos mais de 2 mil igrejas em todo o estado e somos mais de 250 mil fiéis.

Nosso missionário foi mais longe do que qualquer um poderia imaginar. Em Mato Grosso, após 45 anos de lavoro pela fé, levantou um dos maiores templos da América Latina, arrebanhou inúmeros fiéis e construiu uma família que já somava quatro filhos, 15 netos, 19 bisnetos e 3 trinetos, e muitos poderiam pensar em jubilar. Mas não. O pastor Sebastião nunca foi um homem comum. Ele não parou.

Em um de nossos encontros recentes, eu já vereador, ele me chamou para ir até sua casa, pois tinha uma missão para mim. Houve um choque de agendas e quando nos falamos, ele estava em Várzea Grande, nas obras do bairro COMADEMAT – construído pela nossa igreja.

Fui até lá e o encontrei, aos 87 anos, acompanhando de perto mais uma obra de Deus, como sempre fez. Incansável, naquele mesmo instante, o pastor me pediu que o acompanhasse a outro local que receberia obras da igreja. Lembro-me que começou a chover e ele disse: “venha atrás de mim com o seu carro”.

Atravessamos a ponte de Várzea Grande/ Cuiabá, debaixo de chuva, pois nada impedia o pastor Sebastião – e fomos rumo onde seria erguida a Casa Pastoral da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Alvorada, localizada na Rua das Missões do bairro Bom Clima.

Mesmo em meio a chuva, descemos e o pastor me pediu para que eu trabalhasse junto ao prefeito de Cuiabá para que o asfalto chegasse naquela rua. Hoje, lembrando-me dessas histórias, recordo também porque esta é a minha referência de homem de Deus: alguém sempre disposto a ajudar ao próximo, atento aos problemas sociais e levando a palavra de Deus para a salvação de almas para o Reino do Senhor.

O pastor Sebastião foi um homem visionário, empreendedor, conservador da doutrina e um verdadeiro exemplo. Sua partida trouxe muita dor, mas entendo que sua vida me deu parâmetros para poder chegar até aqui e ser quem eu sou.

Com lágrimas nos olhos e um coração cheio de gratidão, guardarei no peito para sempre a cena do dia em que aquele homem humilde pediu licença para entrar em minha simples morada. Eu tinha apenas 9 anos e já começava a aprender sobre o que realmente importa nessa vida: Deus, sempre em primeiro lugar, e a família, estrutura de apoio, amor e união. Serei eternamente grato por nossas vidas terem se cruzado. Ao senhor, pastor Sebastião, devo muitos agradecimentos por ser quem hoje sou. Obrigado.

 

Misael Galvão é vereador por Cuiabá e grande discípulo do pastor Sebastião

PI 70357 (468x60)

Powered by WP Bannerize

  Categories: